Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis






Total de visitas: 3079

Dá medo!

Dá medo!

A faculdade foi concluída! Conselhos foram bem aceitos, desde o início até o fim do curso, agora, que terminamos, é hora de seguirmos sozinhos. O que mais assusta lá fora, é a falta daquilo que tínhamos dentro da faculdade: Estímulo. Aquelas palavras tão boas de se ouvir e que fazem muita falta, como por exemplo: "você escreve muito bem mocinha, ou você terá um futuro promissor pela frente"!

Mas acontece que lá na frente, quando recebemos veredito de que enfim fomos aprovados, começa outra etapa. Precisamos  provar que aprendemos sim; que o fato de não perdermos aula e de estarmos atentos à cada palavra dos mestres foi sim de grande valia. Então vem o medo! Medo de não conseguirmos provar isso, uma vez que somos sujeitos a erros.

A falta de amigos e colegas também faz falta aqui fora! Aqui só temos concorrentes, alguns até demais. Não se cansam de provarem que são melhor do que os outros. Dá medo!  Somos humanos, não podemos seguir o caminho da perfeição, afinal de contas ainda estamos com o conteúdo do TCC na memória, isso é inevitável

Seria incrível se aquele mundo existisse aqui fora. Apesar das decepções, dentro da faculdade sabíamos que alguém iria nos corrigir, mais cedo ou mais tarde, porém de forma mansa, de modo que não nos fizesse temer e nem chorar. Aqui fora isso já não existe, parece até que não somos as mesmas pessoas, somos tratadas de forma tão diferente de outrora! 

O que pedimos aqui fora é um pouco de paciência. Afinal acabamos de sair de um mundo, que por pior que fosse era encantado. Encantado de que forma? Dentro da faculdade são todo personagens, mesmo sabendo que por trás desses existem pessoas reais, com sentimentos, com pensamentos diferentes. Diante desse medo, o que resta é desejarmos boa sorte para os que se sentem assim. Que possam se encontrar, descobrirem- se, entenderem que aqui fora da faculdade as coisas não são do modo como imaginamos. É diferente e dá medo!

 

Texto: Joyciane Xavier

Imagem: Divulgação